sexta-feira, 5 de setembro de 2008

"Zé Ninguém"


Encontrei este texto num Blog...achei-o fantástico!!!!está maravilhosamente bem escrito...E estou a me rir tanto...


"(...)A nível pessoal, bem...conturbado...mas valeu a pena!


Aprendi que por mais que possamos achar que conhecemos alguém essa pessoa irá acabar por nos decepcionar...mas cabe a cada um de nós, seguir a nossa mente, o nosso coração, a nossa alma e apostar ou não...seguir em frente ou não...ser feliz ou não...


Aprendi que nunca podemos permitir que se metam nas nossas vidas, que a tentem invadir com jogos psicológicos sujos e nojentos de alguém que nada sabe do que é viver porque a sua vida é um imenso vazio de tristeza, hipocrisia e futilidades, não podemos permitir que uma "coisa" com problemas linguísticos, uma coisa que não passa de um "Zé Ninguém", uma coisa que nunca ninguém viu, uma coisa que nunca ninguém ouviu, uma coisa que nunca ninguém sequer achou que existia interfira com a nossa vida...esses "Zés" que por aí andam e cuja vida é tão monótona, tão fútil, são mal amados, não têm interesse nenhum, nem interessam a ninguém e que de uma hora para a outra querem se achar o máximo, donos de alguma coisa, como se esse coisa alguma vez fosse percenter a alguém que nada vale....bem...a verdade é que a vida me ensinou que não podemos acreditar em alguém que não conhecemos, que foi ferida, traída, que nada tem na vida e quer ter custe o que custar, pois vivem fartos da vida sem sentido que levam...quase perdi algo que realmente importa na minha vida por permitir que um "Zé Ningém" interferisse na minha vida, e cego de raiva acreditei em coisas que me foram ditas que só poderiam ser mentira, e que sabia que eram mentira...bastava ter escutado com atenção, bastava ter pensado, bastava ter lembrado que quem tava à minha frente não era um amigo...mas sim alguém que desejava o meu mal, e fingia...mas fingia bem...pois fora treinado para isso...quem tava à minha frente cobiçava o que era meu...felizmente o "Zé Ninguém" perdeu...e nada vale na minha vida!!Não desejo o seu mal...aliás...não desejo nada...simplesmente rejubilo com a vida patética que esse "Zé Ninguém" leva...as escolhas patéticas que faz...e pensar que quase permiti que esse "Zé Ninguém" estragasse a minha vida...enfim...irei continuar a rir dele, pois é o único sentimento que tenho por alguém tão patético e que se acha Alguém...alguém que não passa de um triste, não passa de um infeliz, não passa de uma máquina treinada para mentir, para enganar os outros...e tentou fazer isso muito bem!!!



Parabéns "Zé Ninguém"...pela coisa patética que és...pelas escolhas idiotas da tua vida, pelas gargalhadas que me proporcionas e por servires simplesmente de chacota para todos...mesmo para aqueles que te rodeiam... (...)"

Anónimo