quinta-feira, 27 de março de 2008

Tempo...

O tempo passa e vê-mos que contamos os nossos verdadeiros amigos pelos dedos, que se não lutarmos, se não formos sinceros, honestos, verdadeiros, estaremos rodeados, um dia por amizades falsas, de conveniência, do momento...e ai perguntamos...porquê?

Porque é que deixamos o tempo passar e as pessoas de quem gostamos se afastarem?
Porque é que ficamos imóveis à espera, a observar tudo o que se passava e nada fizemos?



O tempo passa e aprendemos que muitas vezes as palavras que são ditas num determinado momento, podem não ser sentidas! Aprendemos que existe alguém que vive até hoje magoado com algo que dissemos, aprendemos que até hoje vivemos magoados com algo que nos foi dito...e ai perguntamos...porquê?

Porque é que disse semelhante loucura naquele momento de devaneio?
Porque é que permiti que me dissessem semelhante devaneio naquele momento de loucura?


O tempo passa e acreditas no perdão! Acreditas que serás muito mais feliz se perdoares em vez de desculpares...e ai perguntamos...porquê?

Porque é que não perdoei antes?
Porque é que não adocei a minha vida e o meu coração, perdoando apesar de nunca esquecer?
Porque é que desejei mal e odiei se nunca seria feliz se voltasse atrás?



O tempo passa e vês que aquela experiência com que sonhaste toda a vida, e que tiveste a sorte de concretizar, jamais se repetirá, e ai perguntamos...porquê?

Porque é que não tive coragem de a realizar antes?
Porque é que não procurei encontrar algo semelhante na vida?


O tempo passa e aprendes que quem te humilhou, desprezou ou magoou acabará por sofrer as mesmas humilhações, desprezo e dor que causou, mas em triplicado....e ai perguntamos...porquê?

Porque é que alguém fez-me semelhante coisa?
Porque é que alguém tem que sofrer tanto, e "pagar" semelhante preço por todo o mal que causou?
Porque é que alguém ainda achou que valeria a pena?



O tempo passa e começas a ver que a vida é um momento, e que mais vale aproveitar o momento chamado hoje, que esperar o provável momento a que chamamos de amanhã, que o que importa é o agora...e ai perguntamos...porquê?

Porque é que a vida tem que ser vivida de forma forçada?
Porque é que temos que cumprir tudo aquilo que é imposto e esperado pela sociedade?


O tempo passa e a pergunta vive em ti...porquê?

Será que valeu a pena?
Era isto que querias?
Desejavas tanto mal?


O tempo passa e olhas para o que viveste...e o que vês?

Vês que a tua vida passou a correr, que a tua vida não foi mentade daquilo que sonhaste, que não fizeste nada daquilo que devias...e ai perguntamos...porquê?

Porque é que segui este caminho?
Porque fiz isto?
Porque é que sou assim?


O tempo passou e o que ficou?? A certeza que perdoei, que pedi perdão, que amei, que fui amada, que estive lá quando foi preciso, que alguém esteve lá quando precisei, que sinto falta e que farei falta...


O tempo passou e sei quem sou, sei o que valho, sei o que esperam de mim!

O tempo passou e sei quem são, sei o que valem, sei o que esperar!

O tempo passou e sei que faz sentido!

O tempo passou e sei que TU mereces tudo de mim, e que TU não mereces nada, nem mereces-te aquilo que um dia tiveste!

O tempo passou e sei que me és indiferente, que não passaste de uma ilusão, um oásis, uma perfeita alucinação no meio da minha vida mas que tive a sorte de escapar!

O tempo passou e não odeio, não desejo mal, não humilho...simplesmente desconheço! Talvez porque não sejas nada nem ninguém para abalar a minha vida, a vida que quero viver, a vida que quero construir, não perfeita...mas digna!!

O tempo passou e para mim ainda há muito caminho a percorrer...para ti já não há esperança...e ai perguntamos...porquê?

Será que valeu a pena??

Se era assim que querias viver, só posso te dar um sentimento meu...PENA!!