sábado, 25 de outubro de 2008

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Só te tenho a dizer, que nada vales na minha Vida, que não consegues aquilo que queres, nem vais conseguir....porque afinal de contas, não passas dessa coisa que está à mostra, que é...NADA!!Até chego a ter pena de ti, daquilo que és e do pouco que vales para as pessoas à tua volta e para o Mundo...não penses que és aquilo que não és, abre os olhos para a realidade, olha-te ao espelho e acorda para a Vida...Não és nada, não vales nada, não passas de um zé ninguém...
Faz-me um último favor, desaparece da minha vida, e nem penses que serás capaz de sequer meter um dedinho, que não vou deixar...ai, surgem os problemas....ADEUS nojenta!

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Hoje, mais uma de muitas vezes, fechei-me para o mundo!
Costumo fechar-me quando pertendo rodear-me de mim, dos meus pensamentos, das minhas recordações!
Fechei-me para reflectir, para pensar, para procurar soluções, para encontrar incentivos...Fechei-me a todas as desigualdades, injustiças e preconceitos...
Fechei-me para pensar em tudo aquilo que ando a viver...
Custa-me muito ver crianças maltratadas, crianças que nos chegam todas negras, com lábios rasgados...e tenho visto isto!O que posso fazer???O que posso fazer para melhorar a vida dessas crianças???
A verdade é que NADA...sinto-me impotente...nada mudará!Posso agir como quiser, fazer o que quiser, mas a verdade é que essas crianças vão continuar a sofrer...Hoje é um, amanhã é outro...e este é o Mundo em que vivemos, e cenas destas acontecem todos os dias, no nosso País, na nossa Cidade, quem sabe na casa ao lado da nossa....
E o que podemos fazer??
Será justo permitir que crianças sofram desta maneira??
Como é que alguém pode ser tão cobarde de chegar ao ponto de espancar crianças, indefesas???
Vivo desiludida com muitas coisas que se passam à minha volta.
Como é que existem idosos que vivem tão sozinhos??
Como pode haver gente tão invejosa, desumana ao ponto de ignorar a existência de um pai, uma mãe, um tio, uma tia...
Doi-me e sinto-me impotente ao ver pessoas com percurso de vida, com uma história para contar...sozinhas...sem que ninguém as oiça, sem que ninguém estenda uma mão e os ajude!!
Vivo revoltada!!!Estou revoltada....como é que isto pode acontecer em cidades ditas desenvolvidas???
Procuro respostas...Preciso de ajuda!!!!Preciso esquecer este tipo de coisas e viver a minha própria vida!!!Não o consigo fazer...mas tenho que o fazer...
Cada vez mais tenho a certeza que o meu caminho está traçado para ajudar estes e muitos outros...e para lá caminho!!!!

Momentos...Viena!!







domingo, 5 de outubro de 2008